Calo ou Falo
Este corte,/ A boca, /Meu melhor açoite;/Sangra palavras!
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

NEGRO QUINCAS

                      Para Joaquim Barbosa

Negro Quincas anunciou
O fim da sua trilha; rio bom!
O destino o domou.

O extremo,
O sublime,
O supremo!

Acordam-se as falanges
Despertadas as legiões.
Estrumes  queriam-no semelhante
Ora, outra casta, infames.

Para que ninguém alegue ignorância
Em local público e de costume,
Não em lugar  incerto e não sabido,

Na rede, na TV
Como Zumbi
Seu talo nas gargantas.

Não em lugar  incerto e não sabido,
Como um pálio de luz
Sua sombra!

Negro Quincas vai recolher-se aos seus aposentos.

O extremo,
O sublime,
O supremo!


ASEOKAYNHA; Luís
Luís Carlos Oliveira Aseokaynha
Enviado por Luís Carlos Oliveira Aseokaynha em 05/05/2018
Alterado em 07/05/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários