Calo ou Falo
Este corte,/ A boca, /Meu melhor açoite;/Sangra palavras!
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Áudios

CODAQUE BLEQUE
Data: 17/08/2007
Créditos:
CODAQUE BLEQUE Publicado em Cadernos Negros 25, Quilombhoje, São Paulo, 2003.Autor e editor de som - Luís Carlos de Oliveira
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

CODAQUE BLEQUE


Para Cuti

Já adapta-se a nova indústria
Ao consumidor negro.
Exija no pronto-socorro esparadrapo preto.
(Alguns "inocentes" sugeriram fita isolante
para cabos elétricos).

Muito mais recentemente existe
Filme para máquinas fotográficas
Próprio a realçar a beleza do negro e da negra.

As sombras são metamorfoseadas
No entorno do rosto.
O ricto ao sorriso.

Como se a beleza fosse esteta
E a luz exegeta em arco-íris
No olho de quem olha.

De noite, sem fleche
Codaque Bleque.
Enviado por Luís Carlos Oliveira Aseokaynha em 17/08/2007

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários