Calo ou Falo
Este corte,/ A boca, /Meu melhor açoite;/Sangra palavras!
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Áudios

A BOCA
Data: 07/08/2007
Créditos:
"A BOCA" Autor, Locutor e Editor de Som : Luís Carlos de Oliveira

Publicado em Cadernos Negros 29, Quilombhoje, São Paulo, 2006.
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

A BOCA


Este corte,
A boca,
Meu melhor açoite,
Sangra palavras.

Este entalhe,
Lábios em detalhe,
Cicatriza beijos,
Sela nossa correspondência,
Decora-se de sorrisos.

Este talho
Quando cala transborda, inunda;
Se fala
Vem a calhar.
Morde o gosto
Pelo qual
Nosso desejo saliva.

Halo da alma,
Hálito da carne.

Se recita
Excita.

Se declama, transforma poetas
em bonecos
Da ventriloqüência divina.
Enviado por Luís Carlos Oliveira Aseokaynha em 07/08/2007

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários